Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Escrita a gosto! #11

Desafio de Agosto da Ana

dia 11 - verde

Uma jovem entrou na farmácia em passo lento. Dir-se-ia mais que rebolava tal era o seu peso. Para além do aspecto volumoso a jovem denunciava evidente desmaselo. O cabelo apertado num novelo quase se assemelhava a um ninho, a roupa que trajava estava suja e malcheirosa, os chinelos de enfiar mais estragados que inteiros. Toda ela parecia saída de um qualquer esgoto...

Aproximou-se do balcão e perante o técnico:

- Bom dia! - cumprimentou numa voz quase abafada.

- Bom dia, faça favor de dizer.

- Quero uns comprimidos para as dores!

- Tem receita?

- Ah não, é preciso?

- Convém...

Depois num acesso de lucidez:

- Ah espere...

Foi à sacola meio descosida e tirou de dentro uma pequena embalagem. Mostrou-a ao famacêutico, dizendo:

- É igual a esta caixa verde!

 

(baseada em factos reais)

14 comentários

Comentar post