Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Dia Mundial da Poesia

Escuta…

Escuta meu amor!

Sabes o que é este troar?

Este som abafado e doentio…

 

São as bombas

Que caem como chuva,

De um céu negro de esperança

E tristeza.

 

Desculpa ter ficado,

Não partir, não abandonar este país.

Pegar nas armas frias,

E morrer!

 

Um dia escreverás

Um poema em meu nome!

Com lágrimas expostas,

De mágoas infinitas.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.