Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Dez anos de escrita!

Quando há uma dezena de anos me aventurei a dar luz ao que fui rabiscando durante muito tempo, parti do princípio que rapidamente fecharia esta loja de escrita.

É certo que também não tinha quaisquer responsabilidades (leia-se disciplina) em publicar aqui e assim fui deixando estar o espaço em aberto para acolher alguma ideia que eventualmente me surgisse.

Passado este todo tempo reconheço que fiz bem em manter este blogue. Um espaço reconhecidamente mais intimista e sereno, próprio de quem escreve por prazer e devoção.

Não posso, outrossim, deixar de referir os desafios de escrita que a partir de 2019 foram surgindo na blogosfera e que eu de uma maneira muito pessoal foi tentando responder com enorme prazer! Escrever tem sido, deste modo, uma espécie de terapia e com a qual vou desfiando algumas mágoas e muitas alegrias.

Contas feitas foram aqui publicados 320 postais dando origem a 2872 comentários e 349 favoritos. Números que serão efectivamente muito mais do que estaria à espera.

Por fim é tempo de agradecer encarecidamente a todos quantos contribuiram para que eu nunca deixasse de escrever.

Bem-hajam!

A gente lê-se por aí!

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.