Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Contos tontos! - 3

Preparara tudo sem ela saber. Comemorava nesse dia mais um aniversário de casamento. Ela, todavia, andava demasiado ocupada e preocupada para se lembrar da data. Ele pelo contrário... Após uma depressão ainda mal debelada tinha todo o tempo do mundo.

Os filhos nunca haviam surgido. Nem nunca procuraram as razões para tal falta.

Tocou o telemóvel. Ele atendeu:

- Diz amor!

- Não vou jantar - declarou secamente.

- Como não vens jantar? Tenho tudo preparado.

- Desculpa mas não posso ir. O novo projecto tem de ser entregue até à meia noite.

Poisou o telefone. Não era a primeira vez que ela não vinha a horas de jantar.

Desligou tudo e sem comer saiu porta fora. Necessitava apanhar ar. Pegou no carro e foi conduzindo devagar sem destino. Ao fim de uma hora deu-lhe a fome. Parou o carro e procurou um restaurante. A rua estava movimentada. Sem saber como, fora parar aquele lugar de enorme afluência. Como gostava de peixe, tal como ela, procurou um local onde o peixe fosse o rei.

De súbito apalpou o bolso e reparou na embalagem volumosa. Um anel de brilhantes para oferecer à esposa nesse dia dos seus 20 anos de casados.

Entrou no restaurante e pediu um lugar para si. Sentou-se e olhou ao redor. De súbito ao fundo, quase num canto viu alguém muito familiar. Nem soube o que fazer... Finalmente levantou-se, encaminhou-se para o casal que de mãos dadas sussurravam segredos e observou:

- Boa noite, desculpa incomodar o teu jantar mas tens aqui uma prenda dos teus 20 anos de casada. Espero que gostes.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    José da Xã 17.06.2015


    Quantos casos como este se atravessaram nas nossas vidas. Eu assisti a alguns. Infelizmente.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D