Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.



Domingo, 02.09.18

Contos tontos - 29

Fechou a porta devagar, não fosse algum vizinho acordar, guardou as chaves e olhou o relógio.

- Cinco e meia… Ai que já perdi o autocarro.

A madrugada estava fria. Os candeeiros de rua alumiavam o caminho em cones amarelos. Assim que dobrou a esquina que dava para a enorme praça viu o autocarro parado.

Apressou o passo tanto quanto os seus setenta anos, as pernas gordas e cobertas de v«grossas varizes a deixavam. Já para não falar dos dois sacos pesados que carregava no fim de cada braço.

Chegou à porta do transporte ofegante.

- Bom dia André. Desculpa este atraso…

- Bom dia D. Alzira. Não há problema. Agora sente-se que preciso sair.

André era um jovem motorista, nascido na cidade de Praia em Cabo Verde e que preferia fazer sempre o turno da madrugada.

Pôs o autocarro a trabalhar, fechou as portas e seguiu viagem. Duzentos metros à frente voltou a parar. Desta vez entrou mais gente.

- Bom dia D. Alxira – cumprimentavam uns.

- Bom dia, bom dia – respondia a senhora.

Ao fim de quatro paragens o transporte estava quase cheio e a algazarra era enorme.

Um telemóvel começou a tocar uma música pimba de mau gosto. Alguns passageiros olharam entre si até que um disse:

- D. Alzira o seu telefone está a tocar.

- Ah obrigada… Nem reparei.

Pegou no aparelho que já conhecera melhores dias, carregou no botão e gritou:

- ‘ Tou… quem fala?

Uma voz feminina veio à linha.

- Bom dia. É a D. Alzira?

- Sou e vossemecê quem é?

- Sou a Agente da polícia Ana Morais e pergunto-lhe se conhece o senhor Juvenal Pires?

- Juvenal? É o meu home’…

- É para comunicar que o senhor Juvenal vai, neste momento, para o hospital de S. José.

- Oh… deixá-lo ir. Pode ser que agora se cure- disse num ar de alívio.

- Bom mas o seu marido teve um acidente, morreu e vai a caminho da morgue.

Alzira ficou a matutar por breves segundos e depois respondeu:

- Ó menina esse patife do meu marido faz tudo para não vir para casa. Agora até manda dizer que morreu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José da Xã às 00:42



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogues Importantes