Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Azul Cobalto!

Havia alguns dias que Nuno percebia no filho uma certa melancolia, nada apanágio do jovem. De vez em quando perguntava propositadamente despreocupado:

- Passa-se alguma coisa contigo? Pareces amorfo...

Ao que Artur respondia sempre:

- Não pai… está tudo bem!

Mas o ar pesado e triste do jovem não deixava o pai crer nas palavras do filho. De vez em quando era a mãe que esfregando com doçura a farta cabeleira de Artur, o questionava:

- Então rapaz como está a escola?

- Mãe… pareces o pai… sempre a fazer perguntas.

- Peço desculpa, mas coração de mãe sente que algo em ti não está bem… ou estarei enganada?

- Estás enganada… Posso acabar de estudar?

- Pronto, pronto, desculpa!

Um dia já noite bem metida Nuno acaba por perguntar a Catarina:

- Acreditas nele?

- Hummm! Não sei… Sinto que há nele algo que o atormenta… disso posso quase jurar. Mas não imagino o que será…

- Começo a ficar preocupado… Tem 13 anos… uma idade claramente difícil…

- Pois Nuno, mas o teu filho sabe bem o caminho dele! Alguma paixoneta de adolescente… digo eu!

O pai levanta-se de sopetão, olha para a mulher e devolve:

- Isso foi coisa que nunca me passou pela cabeça… é isso… conheço aquele ar… vazio e distante.

A mulher olhou divertida o marido e soltou uma gargalhada:

- Ai sabes? Será que ainda te lembras?

- Ainda…  ainda... - e com um sorriso matreiro pegou então na mão de Catarina e seguiram ambos para o quarto.

No dia seguinte Nuno percebeu que o Dia de S. Valentim se aproximava e coincidentemente o filho parecia cada vez mais acabrunhado. Teria de abordar o assunto com pinças, não fosse a confiança entre ambos ser posta em causa.

À hora de jantar Nuno arriscou tudo:

- Então Artur já compraste alguma prenda para dar à tua namorada? - e riu-se.

Artur surpreso pela assertividade da pergunta levantou os olhos para o pai e respondeu:

- Ainda não... Ela quer uns brincos em cristal de Murano!

Nuno abriu muito os olhos e comentou com o ar mais natural:

- Desejo estranho da cachopa!

De súbito Catarina que abandonara a mesa sem que filho e o marido tivessem percebido da sua ausência, regressou à sala, estendeu a mão a Artur e foi dizendo:

- Tens aqui um par… em azul cobalto que trouxe de Veneza, na minha viagem de finalistas! Oferece-lhos!

 

Texto escrito no âmbito do desafio da "caixa de lápis de cor" da  Fátima,. Entram também a Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor,  a Gorduchita, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue, e o João-Afonso Machado

8 comentários

  • Imagem de perfil

    José da Xã 17.02.2021

    Bom dia cachopa,

    Este desafio das cores nao é nada fácil. E depois cores tão específicas.
    Não é um texto assim... fixe, mas foi o que pode arranjar!
    Quanto à pneumonia era mesmo covid. Mas ja estou mais que óptimo... estou ótimaria!
    Obrigado pelo cuidado.
  • Imagem de perfil

    Ana de Deus 17.02.2021

    eu sei que era covid. li num comentário que toda a família teve. espero que tenha passado a todos e sem sequelas. beijos e um abraço de coração
  • Imagem de perfil

    José da Xã 17.02.2021

    Já passou...
    Obrigado!
  • Imagem de perfil

    Ana de Deus 17.02.2021

    abraço loooongo daqui até aí seja lá onde forem os arredores do mundo se calhar somos vizinhos! eu também vivo nos arredores, só não sou cósmica como tu
  • Imagem de perfil

    José da Xã 17.02.2021

    Nao percebi essa do cósmico.
    É por andar sempre com a cabeça no ar?
    Moro nos arredores da capital.
  • Imagem de perfil

    Ana de Deus 17.02.2021

    mas no teu perfil dizes: mundo e arredores esqueceste? ora, os arredores do mundo são o cosmo! beijos grandes
  • Imagem de perfil

    José da Xã 17.02.2021

    Xiiiiiiiii miúda já nao me lembrava disso.
    Mas por enquanto aterrei na Amadora.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.