Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Tancat (*)

Encerrei o meu baú recheado

de memórias, afectos, lágrimas,

ardores, forças e farpas.

 

Fechei o meu coração à cínica fantasia

De crer na luz brilhante do dia em vez

Da noite temerária de breu vestida.

 

Voam finalmente as penas e folhas

De inesperado Inverno ríspido e bravio

Que só me trás orvalhos gelados.

 

As cartas de uma vida rasgadas

Num acto desesperado de salvar

Não o meu pobre cadáver. Quiçá a alma.

 

(*) Tancat - expressão catalã para encerrado