Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.

Contos Tontos – 25

Olhou o pai naquela cama de hospital e lembrou-se da noite em que o progenitor ficara sentado na beira da sua cama a afagar-lhe os longos caracóis. Depois alternou com o seu irmão mais novo, José, a quem também afagou os cabelos.

Ela, Maria, fingira dormir nessa noite porque gostara daquele afago. Estava muito longe de perceber o porquê daquela invulgar ternura do pai. Seria somente no dia seguinte que saberia, sem realmente perceber o que acontecera.

Tinha cinco anos, mas aparentava ser mais crescida. Aprendera a ler sozinha com a ajuda de uns livros que encontrou por casa. Daí até ler as notícias no jornal diário foi um ápice e um choque.

O pai, entretanto, mexera-se no leito e foi a vez dela de acariciar o idoso e moribundo. Passou a mão pelos cabelos alvos como neve e assumiu que a vida naquele corpo estava condenada.

Durante mais de 20 anos a família fora unicamente de três quando deveria ser de quatro e não obstante algumas tentativas falhadas por parte de algumas ditas amigas da mãe, o pai mantivera-se sem qualquer companhia feminina.

Agora repousava ali, sem dar acordo, preso a uma parafernália que substituía alguns órgãos. Apenas respirava por si.

Maria sentiu as lágrimas deambularem pela face. Aproximou-se do pai e bem junto ao ouvido e ciente que este jamais a escutaria, disse:

- Obrigado meu pai!

O corpo inerte agitou-se de forma invulgar, numa réstia de coragem de quem vai dar o seu último suspiro. Maria escutou então em surdina para seu imenso espanto:

- Obrigado eu!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D