Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José da Xã

Escrever mesmo que a mão me doa.



Quinta-feira, 07.08.14

21 dias na aldeia (9)

VIII - Amor

Belezas, de que Amor prisões me tece!
Oh! Risos leves que regeis meu fado!
Oh, tesouro! Oh mistério! Oh par sagrado,
Onde o meu pensamento adormece!

Oh ledos olhos, cuja luz parece
Ténue raio de sol! Oh gesto amado
De rosas e açucenas semeado,
Por quem morrera esta alma se pudesse!

Oh lábios, cujo riso a paz me tira,
E por cujos dulcíssimos favores
Talves o próprio Júpiter suspira!

Oh! Perfeições! Oh dores encantadores!
De quem sois? Sois de Vénus? - É mentira!
- Sois de Columbina, sois de meus amores!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José da Xã às 10:19



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2014

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogues Importantes